Logomarca Elo Internet

Usuários



E-mail: Senha:

-

Fale Conosco

Tábua de Marés

Dólar - Cotações

Dólar EUA - 20/12

Compra: R$ 2,6506
Venda: R$ 2,6512

Dólar EUA (PTAX) - 20/12

Compra: R$ 2,6480
Venda: R$ 2,6486

Blogs Parceiros

Fibrose da medula óssea está associada a achados hematológicos relevante

Portanto, para médicos, o exame do sangue periférico é um importante intrumento de avaliação.

A mielofibrose crôni...

Portanto, para médicos, o exame do sangue periférico é um importante intrumento de avaliação.

A mielofibrose crônica idiopática (MF) é uma desordem mieloproliferativa caracterizada por fibrose na medula óssea, esplenomegalia (aumento do baço) e leucoeritroblastose periférica com hemácias em lágrimas (ao exame do sangue). Continuam existindo controvérsias, no entanto, vinculadas não apenas à exata definição e gradação da doença como também a quando e em qual extensão isto pode ser correlacionado com achados clínicos. Nesse sentido, Thiele e Kvasnicka, do Instituto de Patologia da Universidade de Colônia, na Alemanha, resolveram fazer um estudo na tentativa de verificar essa correlação.

De acordo com artigo publicado na edição de abril de 2006 dos “Annals of Hematology”, “foi feito um estudo retrospectivo de 865 biópsias de medula óssea (BM) anexadas aos registros clínicos de pacientes com mielofibrose crônica idiopática (CIMF). O diagnóstico foi estabelecido de acordo com critérios da Organização Mundial de Saúde e a avaliação de mielofibrose seguiu um sistema de escore consensual que incluiu quatro graus (MF-0 a MF-3). As avaliações clínicas e histopatológicas foram feitas de maneira independente”.

Os resultados mostram que a mielofibrose crônica idiopática precoce e prefibrótica (MF-0/-1) esteve presente em 565 pacientes que mostraram anemia média limítrofe e nenhuma esplenomegalia, mas, freqüentemente, houve trombocitose acima de 500×109/l. A equipe observou também que 300 pacientes com reticulina e fibrose do colágeno (MF-2/-3) se caracterizaram por marcada anemia, esplenomegalia de monta, blastos periféricos e normal a diminuída contagem de plaquetas e leucócitos. A última coorte foi consistente para achados gerais da patologia como metaplasia mielóide. Com relação à evolução gradual da doença, exames em seqüência de biópsias de medula óssea mostraram que, em 103 pacientes, tanto a mielofibrose crônica idiopática precoce quanto a prefibrótica evoluíram para estágios avançados acompanhados por evolução clínica correspondente e também achados histomorfológicos. A análise de sobrevida revelou um significativo e favorável prognóstico em prefibrótica em contraponto a estágios avançados da crônica idiopática. Por outro lado, classes altas de mielofibrose também apresentaram um perfil de maior risco clínico.

Segundo os pesquisadores, a conclusão é que “a dinâmica do processo da doença na mielofibrose crônica idiopática é caracterizada por envolvimento da afecção na biópsia de medula óssea e associa diretamente achados hematológicos que mostram alterações relevantes".

Agência Notisa



Comentários sobre Fibrose da medula óssea está associada a achados hematológicos relevante

Seja o primeiro a comentar




Comentar

Nome:



Profissão:



E-mail:



Estado:



Comentário:



Digite os caracteres abaixo









Siga-nos pelo Orkut Siga-nos pelo Twitter

O que você achou dessa página?


Certificações:


CSS3 Validado

Dia do Mecânico