Logomarca Elo Internet

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Usuários



E-mail: Senha:

-

Fale Conosco

Tábua de Marés

Dólar - Cotações

Dólar EUA - 26/10

Compra: R$ 2,4550
Venda: R$ 2,4555

Dólar EUA (PTAX) - 26/10

Compra: R$ 2,4799
Venda: R$ 2,4805

Blogs Parceiros

Médicos alertam para os cuidados para com os que já tiveram infarto

O infarto agudo do miocárdio ocorre quando uma das artérias que alimentam o coração está entupida, impedindo que o coração possa bombear sangue par...

O infarto agudo do miocárdio ocorre quando uma das artérias que alimentam o coração está entupida, impedindo que o coração possa bombear sangue para todo o corpo. Os principais fatores de risco são: tabagismo, obesidade, altos níveis de colesterol no sangue, história familiar de IAM, sedentarismo e alimentação irregular. Na década de 50, cerca de 30% dos pacientes com infarto agudo do miocárdio (IAM) faleciam e o infarto continua sendo causa líder de morte natural no Ocidente, mesmo com a mortalidade atual girando em torno de 8%. Interessados nos cuidados médicos que o pós-infartado exige, Ademir da Cunha (RJ), e Edson Stefanini (SP) se reuniram durante o 59º Congresso da SBC encerrado na semana passada e discutiram a realidade deste paciente e as opções terapêuticas disponíveis, divididas em dois grandes eixos: as farmacológicas e as não-farmacológicas.

``A aterosclerose é definida já na infância da criança, principalmente pelos hábitos alimentares do grupo em que ela está inserida``, afirmou Ademir da Cunha. Segundo o pesquisador, é fundamental que, no pós-infarto, o paciente se submeta a uma rigorosa dieta e, caso possa, faça exercícios físicos regulares. Os principais resultados da terapêutica não-medicamentosa seriam a melhora do perfil lipídico, da pressão arterial e da tolerância à glicose, combate a resistência à insulina e ao diabetes. ``O efeito psicológico também é muito importante, pois em geral essa terapêutica aumenta a auto-estima``, complementou.

O professor recomendou dois tipos de dieta: a proposta pelo médico californiano Dean Ornish, vegetariana com baixa ingestão de gordura, na qual seria permitida uma xícara de leite desnatado ou iogurte por dia; e a dieta mediterrânea, característica de alguns países da região do Mar Mediterrâneo (França, Itália e outros), composta basicamente por vegetais, legumes, tomate, alho, frutas (maçã) e, principalmente, óleo de oliva, canola, cereais pouco moídos, nozes (pecan) e sementes, queijo branco e iogurte, além de vinho. Estudos anteriores, descritos por Ademir da Cunha, mostraram que os pacientes submetidos à dieta mediterrânea tiveram uma sobrevida maior e apresentaram menos casos de insuficiência cardíaca que os submetidos à dieta usual.

No caso da prescrição do exercício físico para pacientes pós-infarto, o pesquisador recomendou cautela. Segundo ele, pacientes de baixo risco podem e devem caminhar todo dia 30 minutos. Os de médio risco não isquêmicos também podem fazer caminhadas leves, com aumento progressivo da duração. Entretanto os de alto risco só podem se exercitar com acompanhamento médico, em serviços de reabilitação cardiovascular. Na sua opinião, o ideal seria que todos os infartados realizassem exercícios em unidades médicas especializadas, entretanto, há o impedimento econômico. ``Sem dúvida é melhor que os pacientes façam algum tipo de exercício sozinhos do que não fazer nada``, disse o pesquisador.

Uma das principais inquietações do paciente é em relação à retomada de sua vida normal, sobretudo no que diz respeito ao sexo e ao trabalho. Segundo Ademir da Cunha, o sexo pode ser liberado, sem grandes excessos, em uma semana (de 7 a 10 dias). Já a volta ao trabalho demora, no mínimo duas semanas após a alta hospitalar e varia de acordo como bom senso do médico. ``Eu acho que são necessários pelo menos 30 dias de descanso para o indivíduo se readaptar à rotina``, afirma. Entretanto, ele diz que no Brasil esse prazo chega a 3 meses. ``No caso de atividades de risco, é claro que o tempo será maior em função do estresse a que o paciente está submetido``, defendeu o professor, lembrando que muitas vezes o próprio trabalho foi um dos motivos do infarto e que, nesses casos, é analisada a possibilidade de troca de atividade.

Já na opinião do professor Stefanini, a utilização de remédios é fundamental para reduzir os riscos para o paciente. Segundo ele, após o IAM (infarto agudo do miocárdio) entre 18% e 35%, respectivamente, terão outro infarto ao longo da vida, portanto o uso da medicação é profilaxia para impedir novo acontecimento. Stefanini afirmou que os pacientes pós-IAM podem ser divididos, em geral, em dois grupos quanto ao uso de fármacos: o primeiro, sem ATC (angioplastia transluminal coronariana) e sem Stent (tela de aço inoxidável que evita novo fechamento da artéria) utilizaria aspirina, beta-bloqueadores e estatinas; o segundo, com ATC e Stent, usaria ainda o clopidogrel.

A aspirina, adotada por praticamente todo o mundo, é um anti-plaquetário (Classe I) de baixo custo. Já os betabloaqueadores reduziriam a mortalidade e não seriam indicados apenas para os pacientes de baixo risco, avaliadas as eventuais restrições dos demais. As estatinas teriam como resultado, além da redução da mortalidade, a diminuição da angina (dor no peito), do colesterol LDL e seu uso começaria 24 horas após o IAM, principalmente em paciente com LDL maior que 100mg/dl. Segundo Stefanini, nesses casos a atorvastatina seria mais indicada por reduzir mais o colesterol. No caso do clopidogrel, o médico apontou um problema: o preço alto para a população em geral.

Agência Notisa



Comentários sobre Médicos alertam para os cuidados para com os que já tiveram infarto

jose correia

motorista - BA
bom dia .estou há 8 dias de enfartado e o meu maior problema e a dieta gostaria que alguem me enviasse uma tabela de quais alimento devo fazer uso daqui por diante OBRIGADO.
 

auxiliadora Salvino

professora - PE
Amei a matéria fiquei bem a par do que os pós infartados tem que fazer e comer para voltar ter uma vida normal tem que seguir à risca o que os médicos os orientam.
 

isa

do lar - RJ
tenho 45 anos tive um infarto, não sei oq come me ajuda por favor.
 

Marcos Serrano

aposentado-PR - PR
Boa noite eu tive um infarto no dia 21/12/2012, no dia 22/01/2013 cateterismo e angioplastia, com implante de um stent farmacológico.
estou seguindo a risca o q os medicos me recomendaram so como cozidos peixe e frango e ando todos os dias de manha e tarde 30 minutos as vezes tenho falta de ar , minha pressao de 8 por 6 com os medicamendos porém quando vou subir uma escada ela vai para 15 por 11 e muita falta de ar ,também tenho que tomar remedios para dormir.
e qual ideal da pressao arterial e até quando vou sentir isso
Grato
 

Láucia

Aux. Administrativo - SP
Tantas pessoas, perdidas querendo cardápio para infartado e não vejo nenhuma ajuda! Será que não estou sabendo procurar? Tambem sofri um infarto e coloquei 3 stents e minha maior dificuldade é na alimentação. Não tenho idéias para variar meu cardápio. Sei o que não posso comer gorduras saturadas e trans, Além da mudança de hábito repentina, nos falta idéias. Não aguento mais comer frango e peixe todos os dias. Será que não existe comidas gostosinhas -para nós infartados? Ou temos que parar de comer pra poder continuar vivendo? Nós infartados precisamos de ajuda. Obrigada.


 

Luiz Oliveira

Autonomo - BA
Fiz angioplastia com dois stend via femural anestesia local, qual dieta é a correta, quais remedios são os corretos no dia-a-dia, que tipo de repouso adequado, devo praticar leves caminhadas. fazem já 20 dias, tenho 54 anos. gostaria ajuda . grato.
 

José Luiz

Empresário - ES
Tive um IAM em 29.11.2012. Precisarei colocar tres pontes de safenas. Recebi alta provisória, para aguardar a cirurgia que será em janeiro de 2012. Estou sendo medicado por clopidogrel, AAS e Sinvastatina. Qual a dieta nesse periodo e atividades
que posso exercer?
 

wagner roberto da silva

policia milita - SP
sofri 4 enfarto só tenho 25% do coração bom quero saber o que posso come pra ter uma vida normal só tem uma semana que sofri o enfarto
 

GILSON

POLICIAL MILITAR - SP
boa noite, sou hipertenso e fiz angioplastia há nove meses com implante de dois stentes no coração, quando subo escadas e ando rápido sinto muita dor no peito, gostaria de saber se é normal ou devo evitar esforços, estou tomando as medicações prescritas pelo médico rigorosamente
 

Renato Brum

Securitario - RJ
Boa tarde ! Sofri três infartos a 9 meses, fiz 3 angioplastias, colocando 6 stents no tota... Agora sigo os cuidados medicos, faço caminhadas regularmente 3 vezes por semana, e já recuperei um bom condicionamento físico. A parte que me pesa mais é a alimentação... Preciso que me auxilie com uma boa dieta alimentar. De maneira que possa me alimentar saudavelmente e ter prazer no que coma. Agradeço e parabenizo !!!
 

ANTONIO FAUSTINO DOS SANTOS

APOZENTADO - SP
OPEREI O CORAÇÃO E COLOQUEI 3 PONTES SAFENA,GOSTARIA DE SABER QUAL DEVE SER MEU ALIMENTAR ,POIS PRECIZO CUIDAR DO MEU CORAÇÃO ,e tenho medo de comer algumas coizas vcs podem me mandar uma relação do que devo comer?
 

doracil

fotocopista - PR
boa noite gostaria muito de saber uma coisa . Eu fiz duas anjoprastia a dois messes e agora quando ando e subo escada me da muitas dores no peito gostaria de saber se e normal pq so doi quando ando e nem precisa ser para muito longe gostaria muito de sua resposta.
 

doracil

fotocopista - PR
boa noite gostaria muito de saber uma coisa . Eu fiz duas anjoprastia a dois messes e agora quando ando e subo escada me da muitas dores no peito gostaria de saber se e normal pq so doi quando ando e nem precisa ser para muito longe gostaria muito de sua resposta.
 

simone bezerra

do lar - RN
minha mãe sofreu um infarto a um ano. ela tinha uma vida muito ativa por causa disso ela agora ,tem medo de comer de viaja ela ficou muito fragilisada.ela não sabe o que comer esta magra e fraca fala que esta enjoada das comidas por essa falta de animo esta ficando fraquinha gostaria de ajuda ela o que fazer por favor gostaria de dicas de alimentação para da enegia a ela ela e hipertensa . obrigado mim ajude.
 

Ademir

Caminhoneiro autonomo - SP
Boa noite, sou caminhoneiro, tive um principio de iam e vou fazer cateterismo,eu vou poder voltar a trabalhar? Eu posso andar no caminhâo so de passageiro?tenho muitas duvidas, me ajudem.
 

joyce

super. de vendas - SP
olá, meu pai teve um infarto com 3 paradas cardiacas, fez cateterismo, eo resultado foi que ele esta com duas arterias toda comprometida e a terceiraja esta começando o dr. disse que só 4o% do coraçao dele esta bom o restante esta comprometido oque seria mais indicado como dieta e qual sera o tratamento mais indicado?


 

eder

viajo com sapato - SP
bom dia tive um infarto dia 08/03/12 gostaria de saber o q posso e nao posso fazer,vou ter uma vida normal ou algumas restriçoes.fiz uma angioplastia e coloquei um stentil
 

Marcelo G. Esteves

Farmacêutico - MG
Gostaria de saber uma dieta ideal para infartados.pois fico com medo que o evento não muito agradável se repita.
 

Boa noite!

pedagoga - SE
Boa noite...gostaria de saber algumas coisas sobre infartados...meu esposo infartou ha 2 meses, estamos em uma batalha..ele é uma pessoa saudável ele fez o cateterismo e angioplastia, e esta com medo de tudo, não quer comer nada, os remedios são mts fortes, esta com muito medo, ja fomos para varios medicos e todos passam remedios para dormir para se acalmar, não sabemos mais o que fazer..esta entrando em depressão, gostaria que vcs nos ajudassem em uma lista do que pode e não pode fazer, comer..para poder levar uma vida traquila..bjs
 

cesar augusto da silva goncalves

tec em manutencao - SP
o que um infartado pode comer,quando ando tenho falta de ar e fadiga.
 

LUIGI REMULO

CONSULTOR FINANCEIRO - RJ
no dia 22/09/2011 tive um IAM com supra de segmento ST antero-septal killip I não trombolisado, fazendo o CAT demostrou lesão grave em 1/3 médio de ADA sendo feito PTCA com implante de um stent não farmacológico na lesão com sucesso angiográfico, depois tive uma suboclusão de ADA voltei para colocar mais 2 stents já estou de alta em casa e gostaria de saber mais sobre este IAM que sofri
 

fernando torres

guarda municipal - AL
nao sei o que comer pois sofrir um infarte.
 

Comentar

Nome:



Profissão:



E-mail:



Estado:



Comentário:



Digite os caracteres abaixo









Siga-nos pelo Orkut Siga-nos pelo Twitter

O que você achou dessa página?


Certificações:


CSS3 Validado